Biotec-PE

A Associação das Empresas e Instituições de Biotecnologia do Estado de Pernambuco (Biotec PE) é pessoa jurídica de direito privado, sem fins econômicos, constituída com o objetivo de congregar agentes afins da bioindústria em busca de estimular e apoiar o setor.

Sócios Fundadores:
Biogene, Biologicus, Biovetech, Geneprime, POLISA, TargetDNA, Fermenta e Saturno.


Uma visão sobre a biotecnologia

O início da biotecnologia ocorreu nos anos 70, com o começo da engenharia genética. A base científica para essa aventura foi o desenvolvimento da genética ao longo de 150 anos, iniciado por Mendel em 1865, impulsionado por Watson e Crick em 1953, com o modelo da dupla hélice do DNA, e alavancado pela revolução iniciada na década de 1970, com as técnicas do DNA recombinante e da fusão celular. Ao manipular seres vivos para produzir bens e serviços, a biotecnologia envolve tecnologias de diversos níveis (como os processos de fermentação, utilizados há séculos, e as técnicas de manipulação genética, resultantes de avanços recentes no campo da biologia molecular) se apresentando como um novo paradigma técnico-científico, essencialmente transdisciplinar.
Recentemente a informática e a genética se uniram na resolução de genomas e proteomas, alcançando resultados nunca antes possíveis. Nasceu a bioinformática. Esta nova abordagem apontada para um novo horizonte de potencial ilimitado (MACHADO, 2001; PAUGH & LAFRANCE, 1997).
Essas características apresentam a biotecnologia como uma ciência de fronteira, uma vez que suas atividades mais relevantes exigem a comunhão de várias disciplinas. Esse processo ocorre dentro e fora das universidades e empresas que se dedicam aos temas relacionados à saúde, agricultura, meio ambiente, bioenergia, entre outros.